Usando o Filtro dos Sonhos na decoração

Sempre fui apaixonada por objetos étnicos, e o filtro dos sonhos sempre foi uma dessas paixões.
Aqui no Rio temos várias cidades turísticas praianas, onde é bastante comum encontrar os filtros dos sonhos artesanais feitos pelos hippies locais. Porém, por serem artesanais (e gosto de valorizar tudo que é feito à mão), costumam ser caros, custando em média R$30 os pequenos e médios e mais de R$80 um grande.
Muito usado na decoração, o filtro dos sonhos é mais usado no quarto, mas fica lindo também na sala e em ambientes externos.
Na minha última viagem à Ilha Grande, encontrei um enorme e lindo numa loja de artesanatos. Mas custava R$90 e eu fiquei só na vontade. Eis que, num lugar inusitado, o Mercadão de Madureira, eu encontrei um filtro dos sonhos enorme (tem uns 50cm) por R$20. E um pequeno por R$8.
Nem pensei duas vezes, trouxe pra casa e já tratei de colocar o maior perto da nossa cama, no quarto, para que ele possa fazer o que faz de melhor: filtrar nossos sonhos e deixe só o que for bom ficar.
Esse foi o resultado:

apa1 apanha1
A lenda do filtro dos sonhos é muito bacana, e vale a pena ser compartilhada. Querem saber?
Vamos lá:

“O Filtro dos sonhos é um amuleto típico da cultura indígena norte-americana que, supostamente, teria o poder de purificar as energias, separando os “sonhos negativos” dos “sonhos positivos”, além de trazer sabedoria e sorte para quem o possui.

Também chamado de “Caçador de sonhos”, “Espanta pesadelos” ou “Catasonhos”, o dreamcatcher – nome original em inglês do filtro dos sonhos – é considerado um símbolo dos costumes e da cultura indígena norte-americana.

No entanto, os primeiros filtros dos sonhos surgiram na tribo dos Ojibwa, que habitavam a região dos grandes lagos da América do Norte. Os membros desta tribo acreditavam que uma das principais missões das pessoas durante a vida era a de decifrar os sonhos, pois acreditavam que traziam importantes mensagens sobre o funcionamento da natureza, do universo e da vida.

Os Ojibwa acreditavam que durante a noite o ar se enchia de sonhos e energias, boas e más, sendo o filtro dos sonhos, como o próprio nome sugere, uma proteção contra as energias e sonhos negativos.

O filtro dos sonhos consiste em um círculo, tradicionalmente feito com fibras de um salgueiro-chorão e revestido com tiras de couro, ao qual são amarrados vários fios, formando uma espécie de teia de aranha com uma abertura circular no centro. Uma pena de ave (preferencialmente de coruja, por significar “sabedoria”) é colocada debaixo da teia, assim como outras penas e adereços. A pena simboliza a respiração e o ar, elemento essencial para a vida.

Os sonhos bons (aqueles que possuem mensagens importantes) teriam a capacidade de passar pelo circulo formado no centro da teia, enquanto que todas as energias malignas ficariam presas nos fios da teia.

A tradição ainda sugere que o filtro dos sonhos seja colocado em um lugar que receba luz solar, pois todos os sonhos negativos que supostamente estariam presos nos fios da teia, ao receberem os raios do sol desapareceriam.

Devido ao simbolismo que este amuleto contém, atualmente muitas pessoas costumam fazer tatuagens com imagens do filtro dos sonhos, como uma forma de conseguir proteção.”


apa0  apa2 apa3 apa4 apa5 apa6 apa7 apa8  apa11
apa10
Ó que linda essa inspiração nos filtros pra compor os pneus 🙂
onde1. Loja Viva Bem – R$44,90 | 2. Tanlup – R$25 | 3. Mercado Livre – R$38,99
 4. Mercado Livre – R$49,90

E aí, gostaram? E você, tem um desses em casa? Acredita no poder deles?
Conta pra gente! 🙂

Fonte: Significados

Comentários

comentários

6 comentários sobre “Usando o Filtro dos Sonhos na decoração

  1. Oiiies!!
    Estou sofrendo pra fazer um pra mim,já tentei algumas vezes mas sempre acho que fica torto, que não fica legal…Agora vendo alguns modelos mais atentamente me dei conta que não há bem um certo e errado para o miolo.Acho que vou tentar novamente.Vi alguns lindos num projeto da CHRIS CAMPOS pro programa Decora.Lindos de viver!!

    Beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *