Feliz dia das mãos dadas

uss

Quando eu penso em nós dois, é exatamente essa a imagem que me vem à cabeça: nossas mãos, juntas, caminhando por um lugar qualquer rumo ao infinito.
Porque é isso que a gente faz, um segura a mão do outro e pra mim, essa é a base de qualquer relação. Nós não tivemos um pedido oficial de namoro, ou de noivado, nem de casamento. Nós não precisamos de nada disso, de rótulos. A gente foi, sem parar pra olhar pra trás ou pra racionalizar o que estávamos vivendo. Tudo que a gente sabia é que era bom e precisava continuar.

E aqui estamos nós, hoje, quase cinco anos depois daquela noite devastadora de novembro, e estamos fortes, mais fortes do que nunca estivemos antes. Somos parte primordial um do outro, e nossa vida juntos é tão especial que mal posso pensar no melhor momento que tivemos juntos. Foram tantos, afinal. Crescemos tanto em cinco anos, eu e você. Eu deixei (ainda ando deixando) de ser uma garota insegura e você deixou de ser um garoto maluco. A gente se conserta, se adapta e se ama mais a cada dia que passa.
E mesmo as coisas ruins são boas com você. Como ficar apavorada pra fazer uma ressonância magnética e só conseguir chegar até o final porque você estava ali do lado, e eu conseguia ver parte dos seus braços se olhasse pra baixo.
É isso que você me trás, segurança, calor, amor. Não consigo pensar na possibilidade de fazer outra ressonância ou de passar um único dia sem você do lado. Não mais.

E é por essas e outras que a gente já foi, e continua indo, tão longe. Porque a gente sabe que juntos somos invencíveis, e que uma vida só nunca vai ser o suficiente pra suportar tanto amor.

Que venham as próximas. Mas só depois dessa.
Te amo.

Comentários

comentários

3 comentários sobre “Feliz dia das mãos dadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *