Sobre a Energia da sua Casa: e como roubaram a da nossa.

Assim que nos mudamos aqui pra casa nova, tomamos uma decisão: contratar alguém para ajudar nas tarefas domésticas.
Eu e Igor trabalhamos muito, e apesar do nosso escritório ser do lado de casa, de alguma forma não conseguimos ter tempo para fazer os afazeres domésticos da forma como gostaríamos.
O problema de ser seu próprio chefe é esse: você nunca para de trabalhar. Então, coisas simples como varrer a casa ou lavar a louça acabam parecendo um grande desperdício de tempo.
A maior parte das nossas brigas são por causa de tarefas domésticas. Nunca conseguimos nos organizar ou dividir as tarefas como casais normais fazem. Igor ainda é mais organizado e cuidadoso, já eu sou uma tristeza quando se trata de afazeres domésticos.
Por tudo isso, a decisão de contratar uma empregada doméstica foi logo tomada, porém, com as dívidas que ainda temos da obra, no momento ainda não tivemos como contratar alguém fixo, e acabamos contratando uma diarista, pra dar faxina pelo menos uma vez por semana.
Vamos aqui chamá-la de Dina.
Dina desde o começo foi muito eficiente. Limpava tudo com perfeição, tirava o pó de cima da geladeira, deixava os vidros brilhando e só ia embora depois de absolutamente TUDO limpo, muitas vezes lá pras dez da noite.
Dina era o sonho de qualquer dona de casa sem talento. Mas ela tinha um problema: Fazia minha cabeça doer sem parar durante todas as quintas feiras.

Desde o começo notamos que ela falava muito, e de forma compulsiva. Ela não podia ver um de nós dois que nos perseguia pela casa contando histórias surreais, e falando sem parar.
Depois, notamos que ela falava sozinha, e os monólogos eram sempre sobre coisas muito negativas, como inimigos, perseguições, armações, intrigas e tal.
Dina tinha mania de perseguição, e todos os dias chegava contando uma história ou outra sobre como alguém havia tentado enganá-la.
Certa vez, tentaram armar uma cilada pra ela no ônibus, onde uma moça pediu que ela segurasse um bebê enquanto ela amarrava o cadarço do tênis. Dina fez um escândalo no ônibus, alegando que a tal senhora queria incriminá-la e que no momento em que ela pegasse o bebê, alguém tiraria uma foto e depois a acusariam de ter sequestrado a criança.

Outra vez, enquanto fazia a faxina, Dina recebeu uma ligação no celular de uma corretora de imóveis pedindo pra falar com um tal de Carlos. Era engano, óbvio. Mas não para Dina. Na cabeça dela, a corretora estava querendo aplicar um golpe nela, querendo usar seu nome para alugar ou comprar imóveis e depois ficar devendo.

O fim da picada foi quando os caras da serrelheria vieram instalar o portão novo, e passaram umas 2 horas executando o trabalho no quintal enquanto a Dina fazia a faxina dentro de casa.
Quando os caras foram embora, Dina fez um escândalo dizendo que eles estavam rindo dela, debochando e que estava armando alguma coisa contra ela. Sério. Ela ficou alteradíssima e eu não conseguia acreditar. Eu estava lá o tempo todo, e os caras não disseram uma única palavra sobre ela em momento algum.

Mas o fim MESMO foi na semana passada. Eu tinha tido uma crise nervosa no dia anterior à faxina, e estava passando muito, muito mal. Já há algum tempo eu vinha me sentindo mal, estressada e muito cansada. Notei que eu e Igor estávamos nos desentendendo mais que o normal e que algo estava errado. Quando ela chegou, eu estava saindo do quarto para trabalhar, e só de ouvir a voz dela meu coração acelerou e eu imediatamente me senti pior.
Chamei o Igor e fui pro hospital, enquanto ela ficou por aqui fazendo a faxina.
Quando voltamos, eu não conseguia nem pensar em ouvir a voz dela de novo. E percebi tudo que estava acontecendo de errado quando nosso vizinho nos abordou no portão perguntando: “Gente, tem alguém aí na casa de vocês? Alguém gritou aí dentro a manhã inteira!”.
Sim, tinha a Dina, né?
E ao entrar no escritório, encontramos nossa funcionária assustada, confirmando a história do vizinho: Dina passara a manhã inteira falando sozinha, gritando e falando coisas super negativas.
Nem entrei em casa, fui direto pra casa da minha mãe e o Igor ficou com a missão de dispensá-la. Não dava mais. Não desse jeito. A energia negativa dela estava começando a afetar a nossa vida, a nossa casa e as pessoas que nos cercavam.
A partir daí, comecei a pensar sobre a energia que precisamos manter dentro da nossa casa, e o cuidado que temos que ter ao colocar uma pessoa estranha para limpar e cuidar dela.
Nossa casa é nosso refúgio, nosso canto de paz. E é só isso que deve reinar nela: paz. E a partir do momento que colocamos pessoas negativas pra dentro, tudo se complica.
Não sei vocês, mas eu acredito muito que a energia presente nas pessoas e lugares influencia diretamente no nosso corpo, mente e até na nossa saúde.
Por isso, logo depois de dispensar a Dina, eu mesma, com a ajuda da minha mãe, fiz uma mega faxina na casa, aplicando algumas dicas que eu considero importantes para neutralizar as ondas negativas e melhorar o fluxo de energia. Simplesmente coloquei a minha própria energia na minha própria casa, e isso é primordial. Acho super importante cuidarmos da nossa própria casa, e gostaria de verdade de ter mais tempo pra isso sem precisar de ninguém. Mas infelizmente, ainda não consigo organizar meu tempo.
Agora, continuamos precisando de ajuda por aqui, afinal, realmente não conseguimos manter essa casa enorme e cheia de pelos de gato e cachorro limpa diariamente. Mas agora, além de “limpar em cima da geladeira”, “energia positiva” passa a ser um novo pré-requisito.

E a energia da sua casa, como anda? Temos algumas dicas, que tentamos seguir, para manter a energia da nossa casa ainda mais positiva. Ó:

1- A luz do sol é um purificador de ambientes natural, é preciso deixá-la invadir sua casa sempre que possível.

2- A ventilação também é muito importante. Deixar as janelas abertas e o ar circular e se renovar ajuda a espantar as energias negativas.

3- Acumular coisas não é bom. Cômodos lotados acumulam energia negativa. Livre-se de tudo que não usa e deixe a energia circular.

4- Móveis ou objetos usados podem trazer energias negativas pra sua casa. O ideal é sempre purificá-los (dicas aqui).

5- Frutas frescas na cozinha e plantas pela casa trazem boas energias.

6- Ouvir músicas relaxantes em casa, e evitar ouvir ou assistir notícias negativas são duas atitudes fundamentais para manter a paz em casa.

7- Manter a casa limpa. Uma casa organizada e limpa permite que a energia flua naturalmente.

8- Incensos e essências ajudam a purificar e a harmonizar o ambiente.

E você, já passou por alguma situação parecida ou tem alguma dica pra manter a energia de casa sempre lá em cima? Conta pra gente nos comentários!

manu

Comentários

comentários

24 comentários sobre “Sobre a Energia da sua Casa: e como roubaram a da nossa.

  1. Nossa Manu!! Que horror essa história da diarista…realmente temos que ter muito cuidado com quem botamos dentro de casa…seja por questão de segurança e energética também!!
    Ainda bem que deu tudo certo no final! ufa!!
    Boa sorte na próxima!
    Beijos!

  2. Oi
    Estou nessa mesma odisséia de me organizar pra dar conta de casa, trabalho, marido e duas crianças. Ainda não consegui mas uma coisa que me ajudou muitoooooo foi um aspirador. Não é jabá. Uso muito. E pra VC q tem bichinhos peludos é batata… O modelo do meu é Britânia dust off. Passo ele e em seguida o mop. Rapidinho a casa fica limpinha e cheirosa…
    Que logo você consiga equilibrar tudo.
    Beijo
    Aline

    1. Oi Aline! Eu tenho um aspirador vertical da Mondial que é a minha paixão também, não uso mais vassoura e ele é ótimo e muito prático! Só o tal do mop que não conheço, mas super valeu a dica, vou agora mesmo pesquisar!!! A coisa que mais acho dificil é passar pano, então, isso deve facilitar né?
      Muito obrigada pela visita, viu? Volte sempre!
      Beijão!

      1. oi Manu…
        Facilita muito sim… Espero que você goste…
        Beijo…

        p.s.: muito inspirador seu blog… seu lar é lindo, e que vocês sejam sempre muito felizes nele..

  3. Nossa, o seu depoimento me emocionou muito e em alguns momentos até fiquei arrepiada só de pensar em tudo o que vc passou… Concordo com vc em tudo, devemos ficar atentos as pessoas que entram na nossa casa, não só aqueles que veem prestar algum serviço, mas visitas em geral!!! Um grande Bjo é muita paz!!!

    1. Oi Ana! Com certeza…visitas também são um problema, principalmente pessoas invejosas!
      Tem que ter muito pensamento e energia positiva mesmo, viu! hehehe
      Obrigada pela visita!
      Beijo!

  4. Oi, Manu. Descobri o blog de vocês um pouco antes de acabarem a obra. Adoro!

    Infelizmente também já passei por isso. No meu caso, não foi com uma diarista, que aparentemente é mais fácil de dispensar, mas com uma amiga do meu marido.

    Como meu esposo e o namorado dela trabalham juntos e se conhecem há alguns anos, mesmo antes de nos casarmos sempre procurei tratá-los bem, convidando-os para festas e jantares aqui em casa. Só que começamos a perceber que ela sempre dava um jeito de falar sobre como as pessoas eram invejosas, infelizes… Mesmo diante de conversas agradáveis e clima alto astral, ela só compartilhava coisas ruins, até em momentos mais reservados. Depois, o único assunto que ela tinha era falar sobre um antigo relacionamento do meu marido, inclusive para testar a reação dele em relação a isso.

    Enfim, fomos percebendo que nós não podíamos compartilhar nada bom perto dessa pessoa, que ela logo tratava de trazer algo ruim à tona. Optamos, então, por não conviver mais com ela, e depois disso estamos muito bem. Às vezes é preciso sermos radicais, mas tudo compensa quando vemos nossa vida voltar a ser mais produtiva e mais leve.

    Espero que tudo esteja bem. Vocês são lindos e sua casa também!
    Beijos

    1. Oi Bianca! Graças a Deus estamos bem agora, é impressionante como as coisas mudam quando tomamos uma atitude!
      No seu caso, realmente é mto mais complicado, poxa, ainda mais quando se trata da namorada de um amigo…Complicado! Porque vc gosta do amigo, e a pessoa acaba vindo de brinde, e ainda por cima traz toda essa energia ruim 🙁
      É triste ter que se afastar de quem se gosta por causa da outra pessoa, mas, uma hora ou outra a própria pessoa acaba percebendo e se afastando também!
      E realmente impressionante a diferença que faz quando percebemos o problema e tomamos uma atitude positiva!
      Muito obrigada pela visita, viu? Volte sempre!!
      Beijo!

  5. Oi Manu!!
    Acredito sim em tudo que você escreveu! Aqui em casa tenho um problema parecido, mais especificamente com um familiar . É só avisar que vem aqui… Acabou meu dia! O importante é pedir muita proteção e pensar de maneira positiva, e essas dicas para harmonizar o ambiente são ótimas ideias também! Pra mim, a casa é sagrada!! Temos que tomar muito cuidado com pensamentos, pessoas e tudo que possa atrapalhar nosso cantinho especial!! Beijo grande!!

    1. Poxa Alessandra, sendo alguém da família deve ser ainda pior, imagino! Porque vc simplesmente não pode dispensar, né?
      Putz…que situação! Haja pensamento positivo e força de vontade pra manter a casa harmonizada! hehehehe
      Como vc disse, nossa casa é sagrada, e é nela que temos que nos sentir seguros e felizes!
      Beijo e obrigada pela visita! 😉

  6. Nossa Manu, que horror, menina te entendo e nossa realmente temos que tomar o maior cuidado com quem colocamos na nossa casa.
    E olha hoje tá difícil, pra caramba, encontrar alguém que capriche na limpeza , imagina ainda uma com alto astral rsrs.
    Boa sorte pra nós !!!
    Bjo
    Renovandoacasasempre.blogspot.com.br

    1. Nem fala, menina! O pior que eu estava super feliz de ter encontrado alguém que caprichava mesmo…Ficava tudo brilhando…Mas enfim, não dá pra ter tudo na vida! hehehehe
      Boa sorte pra nós!
      Beijos!

  7. Gente, a Dina é esquizofrênica, né possível! Eu já escrevi um post assim, com dicas pra deixar a casa mais saudável também, e assino embaixo TUDO que você falou. Trabalhei num escritório de arquitetura pequeno há uns anos atrás e chegaram a contratar uma estagiária que tinha essa mesma energia negativa; graças aos céus que ela não durou muito tempo lá, mas foi um período que só o fato de pensar que ela estaria lá já me fazia odiar estar indo pro trabalho (e olha que eu gostava muito desse trampo).
    Mas é isso, sua casa casa é linda demais pra ser “contaminada” com esse tipo de coisa, Manu. Agora que ela está devidamente limpa, é bola pra frente!
    P.S.: eu sei que bichinhos de estimação sentem essas coisas… vc notou alguma mudança de comportamento nos seus durante a permanência da Dina na sua casa?

  8. Total acredito nisso de energia. Se a vida começa a empacar ou você percebe alguma coisa errada é batata, ou uma Dina hahaha
    Li sua resposta em um comentário acima e só queria confirmar: esse seu aspirador vertical funciona mesmo com pelos de animais? Tenho tenho 3 gatos e cobiço um desses (tenho um trambolhão e dá uma preguiiiça), mas tenho medo de não ser tão potente. No mais linda casa =)
    Já acompanhava o trabalho de vocês com Catclub e fiquei feliz de saber que eram vocês os donos desse cantinho.

    1. Oi Bonna! Ficamos felizes em saber que nos encontrou por aqui, e que curte nosso trabalho no Cat Club também! Seja bem vinda 😉
      O aspirador vertical é muito prático! E funciona com pelos sim! Eu uso pra aspirar o sofá, usando uma escovinha que vem nele, e sai os pelos todinhos! Aspiro tapete, cadeiras, chão, tudo…E o melhor é que ele é super portátil e muito fácil de usar, não é aquele trambolhão que dá a maior preguiça de pegar pra usar! Depois vou fazer um vídeo resenha pra postar aqui! 😉
      Beijão!

  9. Essa mulher deve ser esquizofrênica. Ela apresenta sintomas muito parecidos com os que eu vi em pacientes do hospital psiquiátrico, inclusive achei o quadro bem típico (sou estudante de medicina, estou no último ano). Desculpa, mas fiquei com mais dó dela do que de vocês. Trata-se de uma doença muito ruim e que mesmo quando adequadamente tratada, o que é raro, a pessoa não consegue necessariamente ter uma vida plena. Não é como se ela fosse uma chata com pensamentos negativos.
    Claro que conviver com uma pessoa assim é extremamente complicado e obviamente ninguém é obrigado, mas para vocês o perrengue foi demitir uma funcionária e re-harmonizar a casa. Agora imagina para ela e para a família?
    Abraços,

    1. Oi Mariana! Super concordo! Nós pensamos nisso também…Inclusive conversamos com uma amiga psicóloga e ela também falou isso, e nós procuramos saber se ela tem família, para quem sabe poder avisar e até aconselhar e encaminhar pra alguma ajuda. Mas ela não tem, veio do nordeste e mora sozinha aqui, então não temos nem com quem falar sobre isso. Infelizmente não temos nem como abordar o assunto com ela, né? Ela certamente não ouviria e ainda acharia que somos inimigos dela ou queremos fazer algum mal. Infelizmente não podemos nos responsabilizar nem tomar partido, lógico que ficamos com dó, mas foi um caso de ou ela ou eu, sabe? Torço pra que tudo dê certo pra ela, porque é uma boa pessoa apesar de tudo.
      Beijo!

  10. Meu Deus, cada coisa que acontece na vida da gente! Sinto muito por terem tido essa experiência, mas acredito que como qualquer outra situação “ruim” em nossas vidas, serviu como um ótimo aprendizado! Aqui em casa, costumo colocar um copinho com água e sal grosso atrás da porta de entrada da casa. Ele é como um “filtrador” de energia negativa. Tudo que fosse entrar pra minha casa, vai pro copo. Uma vez por semana eu troco, despejo na pia da cozinha que vai pra água corrente e adeus negatividade! Gosto também de deixar tudo sempre aberto pra entrar sol e vento! Parece até instantânea a a calmaria que vem. Como moro só com a minha mãe, quando brigamos nós sempre tentamos fazer as pazes antes de ir dormir, acho que isso ajuda muito pois não vamos dormir com a mente negativa, então a casa volta a ficar tranquila.
    Enfim, sou nova aqui no blog de vocês e to adorando tudo! Espero que vocês saibam o quanto vale a pena o esforço de vocês, porque é tudo lindo aqui!
    Beijão pra vocês e boa sorte da próxima vez!

    1. Oi Martha! Gostei da dica do copo com sal grosso, vou fazer! hehehe!
      A casa aqui vivia fechada, acho que isso também atrapalhou, mas agora já colocamos telas nas janelas (pros gatos não sairem) e podemos deixar tudo arejado! Já sinto tudo muito mais tranquilo por aqui!
      Esse lance de ir dormir brigado eu também super concordo…além de ir dormir com a mente negativa, o dia seguinte nunca começa bem, sempre acaba sendo um dia pesado…
      Muiiiito obrigada pela sua visita e ficamos muito felizes que tenha gostado do nosso blog! É muito bacana saber que o tempo que dedicamos a esse espacinho vale a pena, que realmente tem alguém lendo e curtindo! 😉 Obrigada!!
      Volte sempre, viu?
      Beijos!

  11. Oi Manu! Passei um problema semelhante ao seu. No meu caso
    com uma visinha. Me pedia t u d o emprestado. ..fósforo, feijão cozido, vela, bacia, faca… Quando devolvia, voltava tudo estragado. Mas eu me irritava era com os assuntos mirabolantes e a amolação na minha porta. Comecei a ficar com fortes dores de cabeça e até meio deprimida. Então reuni minhas forças e com muita educação eu pedi para que ela não viesse mais na minha casa pois estava tirando minha privacidade e eu não tinha tempo de ficar de conversa na porta. Foi muito difícil fazer isso. Mas foi a melhor coisa que fiz. Nunca mais tive nada e minha casa agora está em paz! Seu blog é inspirador! Parabéns e boas energias para o seu lar! Um abraço

    1. Nossa! Que situação, menina! Complicada mesmo…A coisa tem que ficar bem feia mesmo pra ter coragem pra fazer o que vc fez! Ufa! Ainda bem que resolveu…hehhee!
      Muito obrigada pela visita, viu? Ficamos muito felizes em saber que gostou do nosso blog!
      Volte sempre, super beijo!

  12. Oi Manu, descobri o seu instagram recentemente, que me trouxe aqui para o blog! estou adorando <3
    Esse negócio de energia é complicado mesmo, temos que buscar sempre balancear a nossa energia e da nossa casa sim, isso é muito importante! Beijão

  13. OI Manu! Lendo essa reportagem, me identifiquei com você. Eu absorvo tanto a energia negativa das pessoas que chego a ficar doente, começo a chorar sozinha. A Ruth Ramos (aqui embaixo) perguntou se vc é sensitiva/empata e uma vez já me disseram que eu era. Mas enfim, vim aqui dar uma dica: limpar a casa com anil e alfazema. Uma numeróloga amiga me indicou isso para purificar o ambiente. Boa sorte! E parabéns pelo blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *